terça-feira, 31 de agosto de 2010

um pedido...

"Se não fosse amor, o que seria?"

Já ouviram isso, ou melhor, já se perguntaram isso? Acredito que sim.
Há algo mais maluco do que procurar explicação para o surgimento de um sentimento que ninguém sabe de onde vem?
Há necessidade de justificar teus "atos de amor"?

Eu sei, eu sei... muitas perguntas, não é?

Não me sinto confuso. Pelo contrário, cada palavra escrita foi feita com a certeza de uma vida.
Estou compartilhando os sentimentos das notas mentais de uma vida, curta, porém, curiosa.

Entender o amor é algo impossível.
Entender as razões pelas quais ele se manifesta, puts... um desafio e tanto.
Então vamos fazer o seguinte... vamos parar de tentar entender o amor, suas razões, suas manifestações, suas ramificações, seu real sentido. Vamos apenas VIVER-LO!!! Feito?

Se eu te amo... e tu me ama, não vamos mais parar e tentar entender o por que dessa reciprocidade. Que seja amor, que seja ingênuo, que seja puro... e principalmente, que seja SINCERO.

Sei que estamos no mundo pra entender o máximo que conseguirmos, só estou aqui compartilhando uma desejo... Desejo que o amor não seja mais algo à se compreender. Que seja apenas para se oferecer, e se possível, receber de volta.



Um comentário:

  1. A doação do meu amor por você é ilimitada. Eu te amo meu amor. (L)

    ResponderExcluir